Notícias
17/10/17 - Prazo para reformas de sepulturas termina nesta semana

17/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

17/10/17 - Adolescente de 17 anos morre após bater motocicleta em árvore em Martinópolis

17/10/17 - Previsão do tempo para Santo Anastácio

17/10/17 - Vila Real recebe bloqueio para coleta de sangue e chipagem

17/10/17 - Previsão do tempo para Ribeirão dos Ìndios

16/10/17 - 'Insatisfeitos', agentes penitenciários realizam ato contra agressões sofridas

16/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Venceslau

16/10/17 - Prefeitura de Teodoro Sampaio abre 22 vagas em concurso público

16/10/17 - Previsão do tempo para Teodoro Sampaio

14/10/17 - Uso de energia deve sofrer queda de 4,5% na região

14/10/17 - Previsão do tempo para Tarabai

14/10/17 - Liminar de Fachin de 2015 derruba articulação do Senado para manter sigilo

14/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

13/10/17 - Preso morre após passar mais de uma semana com três telefones celulares

13/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Bernardes

13/10/17 - Homem é preso em flagrante por apedrejar sede do Ministério Público Estadual

13/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

12/10/17 - Missas e procissão marcam Dia de Nossa Senhora em PP

12/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

  Confira
Prefeitura de Presidente Prudente inabilita todos os concorrentes da licitação
A Comissão Permanente de Licitações da Prefeitura encerrou nesta sexta-feira (4) a análise da documentação apresentada pelos três candidatos ao serviço de transporte coletivo de Presidente Prudente e decidiu inabilitar todos os participantes da concorrência pública.

Foram analisados os apontamentos feitos pelos licitantes quanto a eventuais irregularidades dos demais concorrentes e conferidos os documentos apresentados pelas empresas.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (4), o Poder Executivo informou que a Comissão Permanente de Licitações da Prefeitura constatou que alguns documentos estão em desacordo com o edital, que segue "criteriosamente" orientação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Desta forma, a decisão foi de inabilitar as três empresas.

A partir da publicação da decisão, tem início o prazo legal de cinco dias úteis para a interposição de recursos por parte dos licitantes.

Participam do certame as empresas Company-Tur Transporte e Turismo (Pruden Express), de Presidente Prudente, e Transporte Coletivo Passense, de Passos (MG), além do consórcio Terus, formado por 57 empresas, com sede em São Bernardo do Campo (SP).

A análise da documentação apresentada pelos grupos concorrentes começou na última segunda-feira (31) e se estendeu ao longo de toda a semana. No entanto, os envelopes com as propostas de cada participante propriamente ainda nem chegaram a ser abertos.

O edital de licitação do sistema de transporte coletivo urbano de ônibus em Presidente Prudente foi lançado em junho. O contrato, com duração de dez anos, está avaliado em mais de R$ 422 milhões.

De acordo com as informações divulgadas pelo Poder Executivo, o critério para a escolha da empresa vencedora será o menor valor da tarifa cobrada dos usuários dos ônibus. Foi estabelecido um teto de R$ 3,70. Atualmente, a passagem custa R$ 3,60. Além disso, o edital ainda prevê o pagamento, em 36 meses, de uma outorga de R$ 3 milhões.

A Prefeitura também estabeleceu a utilização de novos modelos de ônibus na cidade e a previsão é de que os veículos comecem a atender aos passageiros entre janeiro e fevereiro de 2018.

Fonte: G1 Presidente Prudente
 

Ao Vivo

  Diocese
Ao Vivo