Notícias
17/08/17 - Programa Emprega São Paulo oferece 28 vagas de trabalho em Presidente Prudente

17/08/17 - Previsão do tempo para Presidente Epitácio

17/08/17 - Mega-Sena sorteia R$ 7 milhões em Presidente Venceslau

16/08/17 - Ação civil pública do MPE tenta derrubar na Justiça 'aumento' de 26,34% em PP

16/08/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

16/08/17 - Petrobras reduz preço da gasolina em 1,4%; diesel sobe

16/08/17 - TJ nega recurso de ex-prefeito por desvio de dinheiro

16/08/17 - Previsão do tempo para Regente Feijó

16/08/17 - Chuvas devem aumentar até sexta-feira, apontam radares

15/08/17 - Justiça considera inconstitucionais abonos em Rosana

15/08/17 - Dupla que praticava roubos de caminhões é detida em operação da Polícia Civil

15/08/17 - Previsão do tempo para Rosana

15/08/17 - Após acidente, MPE-SP cobra rigidez em segurança de shows

15/08/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

15/08/17 - Moro diz que reforma política proposta 'não é uma verdadeira reforma'

14/08/17 - Convocados para revisão do auxílio-doença têm até dia 21

14/08/17 - Previsão do tempo para Santo Anastácio

14/08/17 - Bugalho estuda alargar calçadas da área central

14/08/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

14/08/17 - Importância da amamentação materna é tema de palestras e simpósio em PP

  Confira
Prefeitura de Presidente Prudente inabilita todos os concorrentes da licitação
A Comissão Permanente de Licitações da Prefeitura encerrou nesta sexta-feira (4) a análise da documentação apresentada pelos três candidatos ao serviço de transporte coletivo de Presidente Prudente e decidiu inabilitar todos os participantes da concorrência pública.

Foram analisados os apontamentos feitos pelos licitantes quanto a eventuais irregularidades dos demais concorrentes e conferidos os documentos apresentados pelas empresas.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (4), o Poder Executivo informou que a Comissão Permanente de Licitações da Prefeitura constatou que alguns documentos estão em desacordo com o edital, que segue "criteriosamente" orientação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Desta forma, a decisão foi de inabilitar as três empresas.

A partir da publicação da decisão, tem início o prazo legal de cinco dias úteis para a interposição de recursos por parte dos licitantes.

Participam do certame as empresas Company-Tur Transporte e Turismo (Pruden Express), de Presidente Prudente, e Transporte Coletivo Passense, de Passos (MG), além do consórcio Terus, formado por 57 empresas, com sede em São Bernardo do Campo (SP).

A análise da documentação apresentada pelos grupos concorrentes começou na última segunda-feira (31) e se estendeu ao longo de toda a semana. No entanto, os envelopes com as propostas de cada participante propriamente ainda nem chegaram a ser abertos.

O edital de licitação do sistema de transporte coletivo urbano de ônibus em Presidente Prudente foi lançado em junho. O contrato, com duração de dez anos, está avaliado em mais de R$ 422 milhões.

De acordo com as informações divulgadas pelo Poder Executivo, o critério para a escolha da empresa vencedora será o menor valor da tarifa cobrada dos usuários dos ônibus. Foi estabelecido um teto de R$ 3,70. Atualmente, a passagem custa R$ 3,60. Além disso, o edital ainda prevê o pagamento, em 36 meses, de uma outorga de R$ 3 milhões.

A Prefeitura também estabeleceu a utilização de novos modelos de ônibus na cidade e a previsão é de que os veículos comecem a atender aos passageiros entre janeiro e fevereiro de 2018.

Fonte: G1 Presidente Prudente
 

Ao Vivo

  Diocese
Ao Vivo