Notícias
26/07/17 - Energisa alerta para golpe de depósito em clientes de PP

26/07/17 - Previsão do tempo para Santo Anastácio

26/07/17 - Prefeitura é condenada em R$ 140 mil por morte em ciclovia

26/07/17 - Previsão do tempo para Alfredo Marcondes

26/07/17 - Preço do feijão tem queda de 28%, aponta pesquisa

26/07/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

25/07/17 - Em operação, Polícia Rodoviária flagra condutores a quase 170 km/h na Rodovia

25/07/17 - Previsão do tempo para Pirapozinho

25/07/17 - Saques de contas inativas do FGTS entram na última semana

25/07/17 - Previsão do tempo para Presidente Venceslau

25/07/17 - Dobradinha! Vôlei de praia masculino e feminino de Prudente levam o ouro

25/07/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

24/07/17 - Após denúncia anônima, polícia flagra realização de rinha de briga de galos

24/07/17 - Previsão do tempo para Marabá Paulista

24/07/17 - Caixas eletrônicos são cortados com maçarico em PP

24/07/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

22/07/17 - Projeto técnico para a contenção de erosão em barrancos tem parecer favorável

22/07/17 - Previsão do tempo para Presidente Bernardes

22/07/17 - Polícia prende quatro pessoas por fraude em multas de trânsito

22/07/17 - Após lacração, agência da Caixa Econômica Federal consegue AVCB e é liberada

  Confira
Promotoria quer mão única na Joaquim Constantino
A 2ª Promotoria de Justiça de Presidente Prudente ingressou, nesta quarta-feira (12), com ação civil pública contra a Prefeitura cobrando adequações urgentes na Avenida Joaquim Constantino, marginal da Rodovia Raposo Tavares (SP-270).

Segundo o promotor de Justiça André Luis Felício, a via registra vários acidentes nos últimos anos e precisa ser transformada em mão única. "Baseado em várias reclamações, bem como no grande número de acidentes ocorrido no local, inclusive com duas mortes no prazo de um ano", defende.

Ele ainda solicita a interdição e sinalização do acostamento e calçadas da avenida. "Hoje, invadida por veículos e utilitários que estacionam irregularmente, sem que a Semav [Secretaria Municipal de Assuntos Viários, também citada na ação] fiscalize", reforça.

Na ação, o promotor cita um estudo e parecer técnico da Semav que a Avenida Joaquim Constantino constituída originariamente para ser mão única. "O caso foi levado pela primeira vez à Promotoria de Justiça pelo representante de um dos atuantes Consegs [Conselhos Comunitários de Segurança] da cidade que vê assim, sua atuação prestigiada pelo Ministério Público", comenta.

A ação foi protocolada na Vara da Fazenda Pública. "A ação será agora submetida à análise do juiz de Direito titular que, em acatando, poderá designar uma data para uma tentativa de conciliação", finaliza.

Fonte: www.portalprudentino.com.br
 

Ao Vivo

  Diocese
Ao Vivo